domingo, 1 de fevereiro de 2009

Vulgaridades

Há uns tempos disseram que eu era Raro, especial, que tinha uma personalidade única... E essa palavra ficou desde então na minha cabeça e é sem dúvida um adjectivo que me descreve, e acho que as pessoas que me conhecem também concordarão.
Mas às vezes ponho-me a pensar no que tal "raridade" me trouxe algumas vezes... "És uma pessoa espectacular! Não te quero magoar! Tu mereces melhor que isto..." É para isto que serve ser espectacular? Para ficar a remoer a minha "espectacularidade" sem que ninguém a mereça?
Talvez se fosse normal e vulgar (perdoem-me o exagero) como muitas pessoas estas coisas não acontecessem. Pelo menos nunca mais me diriam que era espectacular, e por isso não merecia tais atitudes... Isso já seria um avanço positivo.
Acho que é um assunto em que pensar. Até lá, vou continuar a ser o mesmo, Raro...
(Já é um pensamento recorrente e é o que me vai na alma neste momento... Está forte. Lamento.)



O Rapaz Moreno, que precisava de um desabafo

2 comentários:

Anónimo disse...

Vamos por partes. Sim és raro, alias, rarissimo.
A tua raridade trouxe-te amigos raros, uma familia não "normal".
Mas sabes, só as pessoas espetaculares e raras se apercebem da tua espetacularidade e raridade. As pessoas vulgares e comuns procuram pessoas iguais a elas proprias: vulgares. Assim é normal que pessoas desse nivel te digam que mereces melhor. Ainda bem que ainda existem pessoas vulgares que se apercebem que estão um patamar abaixo e (caso tu não te apercebas a tempo) elas avisam-te.
Sabes que mais? Agradece. Nao serve para ti. Perdes menos tempo. As pessoas vulgares vão a procura de pessoas vulgares e tu esperas que alguém raro te encontre. Já não falta muito tempo.

Preciso assinar? Bem me parece que não.

Praganitas disse...

Pelos vistos ser "bom de mais para mim" é uma coisa que tem abundado entre nós... concordo plenamente com a anónima ali de cima. Tu és raro sim. És raro porque és o melhor que alguma vez conheci, porque tens qualidades que nunca ninguém irá ter e porque és especial... a todos os níveis. Só que, já dizia a minha mãezinha, "quando Deus faz uma panela, faz também uma tampa para ela". E quando encontrares essa tampa, vais ver que vais encontrar alguém tão raro como tu e que não te vai desiludir.