quarta-feira, 14 de abril de 2010

Claro como a água

Hoje dei por mim a pensar no conceito "Clarinha".
A ideia surgiu há ano e meio, numas férias de Verão em Peniche, quando, num momento de morte cerebral pós-jantar, numa novela da TVI passava uma cena de uma senhora de voz afectada e irritantemente sussurrante que gritava "não me levem a Clarinha!".
Fez-se imediatamente um clique nas nossas cabeças e foi daí que nasceu a 1ª Clarinha.
O que é então uma Clarinha?
As Clarinhas são espécimens cada vez mais comuns, infelizmente, e difíceis de definir. É mais fácil fazê-lo por exemplos.

Tem algum amigo/a que amua quando todos à sua volta estão felizes?
Tem algum amigo/a que lhe manda bocas e é desagradável mas junto a desconhecidos é completamente afável e simpático/a (para eles)?
Tem algum amigo/a que quando está consigo se vai embora de repente sem motivo aparente?
Tem algum amigo/a que, quando mais precisa de apoio, se vai embora porque está cansado ou com fome?
Tem algum amigo/a que, de um momento para o outro, o passou a ignorar porque arranjou novos/as amigos/as?
Tem algum amigo/a que faz tudo aquilo descrito acima porque se acha uma vítima?

Se essa pessoa preenche 2 ou mais requisitos, então parabéns, tem uma Clarinha na sua vida!
Todos nós temos uma, basta analisarem bem à vossa volta e vão ver que descobrem a vossa Clarinha de estimação.
E, provavelmente, quando se aperceberem vão desejar o mesmo que eu e muitos outros que já descobriram a sua: juntá-las todas para que se Clarinhem mutuamente.



O Rapaz Moreno

3 comentários:

Pequenina* disse...

Realmente...eu tenho várias clarinhas na minha vida... weird!

RS3 disse...

Essa imagem... Creio que me semi-pertence. E ainda bem que eu... quero dizer, a minha mãe vê as novelas da TVI. xD

Chico disse...

Desculpa, mas é uma das 1ªs imagens que aparece no Google quando se pesquisa Egg. Logo, é de livre utilização xD