sábado, 9 de julho de 2011

Crossroad

Este post começou como sendo um comentário a um blog (altamente recomendável, diga-se de passagem) e acabou por se tornar numa reflexão.

Será que alguém sabe realmente o que quer?
Será que há assim tão pouca gente que se deita à noite sem pensar "e se..."? Duvido.


Questionarmo-nos faz parte da consciencialização para as várias realidades que nos rodeiam o que, para mim, não tem nada de mau. Revela a nossa faceta como seres pensantes e eternamente insatisfeitos. Não somos cavalos com palas nos olhos para vermos simplesmente um caminho.
Simplesmente alguns lidam melhor com a incerteza que outros.


A vida não é um corredor, é um mundo totalmente aberto.


O Rapaz Moreno

1 comentário:

Inês disse...

Obrigada :) vou dormir mais feliz hoje, é bom saber que não se está sozinho quando não se sabe o que se quer.